Motivos para incentivar o empreendedorismo em crianças

Uma das coisas que mais agradeço meus pais é o fato deles sempre me incentivarem em tudo que faço. Desde pequeno eles me dão suporte e ajudam, na medida do possível, inclusive nos meus pequenos projetos empreendedores quando criança.

Foto80018

Parece até mentira, mas eu já vendi: bijuteria, desenhos, adesivos, viseira de EVA, quadros, e até gibi. Essa pochete que você vê na foto ao lado era minha companheira 24h por dia. Nela eu guardava minha “enorme” fortuna que arrecadava com minhas vendas (e umas balas também né – risos).

É super comum vermos em filmes americanos as crianças vendendo limonada na calçada de casa. O incentivo ao empreendedorismo é algo muito forte por lá, enquanto aqui acaba sendo um tabu falar desse assunto com os mais novos.

Particularmente, acredito que o empreendedorismo deva, sim, ser algo ensinado para crianças. Não pelo aspecto financeiro disso (até porque empreender vai muito além de simplesmente ter uma empresa), mas pelo aspecto do desenvolvimento humano que acontece.

Trabalhar o empreendedorismo com as crianças vai muito além de se tornarem donas do próprio negócio no futuro.

kelly-sikkema-198975-unsplash_reduzida
Foto por Kelly Sikkema no Unsplash

Estamos carecas de saber que empreender não é algo que vem no nosso DNA, mas que corresponde ao conjunto de características e habilidades que vamos desenvolvendo ao longo da vida. E por ser algo que pode ser aprendido, nada mais sensato do que trazermos esses ensinamentos desde cedo nas nossas vidas.

Para te explicar o quão benéfico pode ser o ensino do empreendedorismo para crianças, enumerei abaixo alguns pontos que vão além da possibilidade desses pequenos se tornarem grandes empresários:

  1. Independência: Aprender que existem coisas que ela vai precisar do esforço pessoal para conseguir.
  2. Organização: Entender que sem a organização a criança dificilmente vai conseguir o que sonha.
  3. Tempo: Aprender a importância de gerenciar o tempo e que existe a hora certa dedicada para cada atividade na vida (brincar, estudar, jogar videogame,…).
  4. Economia: Aprender que todos os recursos podem acabar e que ela precisa gerenciar muito bem eles.
  5. Cooperação: Entender que sozinha ela tem limitações e que sempre ela vai precisar de pessoas ajudando para ela alcançar o que deseja.
  6. Criatividade: Aprender a não limitar a própria mente. Toda ideia pode ser útil e se transformar em algo incrível.

Trabalhar o empreendedorismo com as crianças vai muito além de se tornarem donas do próprio negócio no futuro. É ensinar habilidades que serão úteis pra vida.

Escute aqui a minha coluna na rádio CBN João Pessoa debatendo sobre esse assunto.

E você? Já fez algo empreendedor quando criança?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: