“Alice no País das Maravilhas” – Seja você mesmo

Alice no País das MAravilhasA nossa vida é cercada de padrões e estéticas. Devemos fazer isso ou aquilo outro. Para os que assistiram ao filme de Tim Burton, “Alice no País das Maravilhas”, foi possível ver o quão difícil é lidar com o que vai contra os seus princípios ou ideais, ainda mais quando você é um no meio de um milhão. Por conta dessa inspiração que tive com o filme, decidi falar hoje sobre como lidar com situações da vida que vão a confronto com seus valores.

Ontem assisti “Alice no País das Maravilhas”, de Tim Burton. Já tinha visto no cinema ano passado, mas somente agora pude analisar de forma mais crítica o filme. E, por incrível que pareça, tirei uma grande lição: siga a sua vida como você deseja e não como as outras pessoas querem que você viva. Ou seja, devemos seguir nossa vida sem perder os nossos valores. O mundo inteiro pode ir contra o que você pensa, mas se você acredita e tem plena convicção disso, vá fundo.

Antes de entrar na universidade, tinha meus planos: passar no vestibular de administração ou turismo, trabalhar no ramo hoteleiro, juntar dinheiro e abrir minha empresa. No entanto, tirando minha família (que me apoiou muito) todos me achavam louco de seguir a carreira turística. Para eles essa área não dava dinheiro e não me proporcionava oportunidades de reconhecimento. Mesmo assim fui fundo e mantive meu planejamento. É lógico que ao longo dos anos a gente vai aperfeiçoando nossos objetivos e descobrindo novas formas de atingi-los, mas acredito que a essência do nosso sonho deve permanecer intacta.

No filme, Alice é uma jovem inglesa que bate de frente com todos os princípios da sociedade de sua época. Todos querem que ela se case com um determinado homem e viva a vida igual às outras mulheres da sociedade. No entanto, por não ser algo que ela deseja, ela se recusa e enfrenta duros confrontos, até o momento em que ela conhece um novo mundo: o País das Maravilhas. Um mundo mágico onde tudo pode acontecer. Mesmo nesse mundo, todos os seres que nele habitam a rotulam dizendo quem ela é ou não é, e o que deve ou não fazer. O mundo de Alice parece começar a girar no sentido correto a partir do momento em que ela diz, mais ou menos com as seguintes palavras: “O sonho é meu; e sou eu que comando ele”.

Assim como ela, devemos dar um basta em algumas situações da nossa vida. Se você é submetido a fazer algo que não vai de encontro com seus valores, pule fora. O conhecimento prévio da missão, da visão e dos valores das organizações serve para não sofrermos com esses problemas. Como disse em outro post, somos uma geração que preza mais pela qualidade de vida do que com a remuneração em si. A vida é curta, e como passamos a maior parte do tempo trabalhando, nada mais justo do que fazer algo que gosta. Como diz o próprio Felipe Guedes: “Eu não quero um emprego; eu quero uma causa”. Essa deve ser a frase de todo Y. Acredite mais em você e não se deixe levar pela maioria. Nem sempre ela está certa.

Finalizo esse post convidando vocês a assistirem o filme “Alice no País das Maravilhas”, de Tim Burton, com uma perspectiva diferente. Depois passe aqui no blog e deixe seu comentário. Boa semana!

Anúncios

5 comentários sobre ““Alice no País das Maravilhas” – Seja você mesmo

  1. Thaís Lopes disse:

    Excelente texto, Jorge!! Acredito que não só permanecer e insistir nos nossos objetivos, mas fazê-los com a essência de nossos princípios, sem que eles sejam manipulados, ou “mudados” para satisfazer algo ou alguém. Seja você sempre, e antes de qualquer proposta ou situação, questione-se, eu realmente faria isso, mesmo diante das adversidades ou quando isso não me seria útil?

    • Jorge Wanderley disse:

      Olá Jônatas!
      Realmente, o filme tem muitas lições das quais podemos aplicar na nossa vida pessoal e profissional.
      Dei uma lida no seu texto e achei bem interessante também.
      A frase do Gato: “Para quem não sabe aonde quer chegar qualquer caminho serve.” não deixa nada a desejar. Simplesmente direta.

      Parabéns pela crítica!
      Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s