As 5 mulheres que me ensinaram a viver

Tenho o enorme orgulho de dizer que tenho mulheres incríveis na minha vida. Por isso, fiz uma alteração na data de postagem essa semana para valorizar as 5 mulheres que mais estiveram presentes na minha vida. Elas puderam me ensinar muitas coisas e com certeza me inspiraram a ser o tipo de pessoa que sou hoje.

Conheça agora as 5 mulheres que me ensinaram a viver – literalmente:

Vera Wanderley #SejaJusto

Mãe, amiga e sócia, foi uma das pessoas que mais me incentivou em tudo que fiz, todas as loucuras que me meti e todos os sonhos que quis realizar. Com sangue nordestino na veia, me ensinou a sempre ser justo e pensar racionalmente na hora de tomar uma decisão.

Alanna Wanderley #NuncaPareDeSonhar

Maninha, melhor amiga e quase gêmea (se não fosse pelos 4 anos de diferença hahaha). Dividimos o quarto a vida inteira porque não nos desgrudávamos nunca – e nem queríamos. Aprendi com ela que não podemos deixar nunca de sonhar e que, por mais viajosos e loucos, são possíveis de serem realizados. São os sonhos que nos mantém vivos.

Maria da Glória #GiveFirst

Avó materna que parece que tem rodinha no pé de tanto que adora viajar. Ficar em casa parada não é uma opção pra ela. Com um coração do tamanho do mundo, ela me ensinou que dar é melhor que receber. Você não precisa conhecer profundamente a outra pessoa, apenas ajude.

Nely Cardoso #TenhaFé

Avó paterna que mora em um dos paraísos do Brasil: a Região dos Lagos no Rio de Janeiro. Ama cozinhar – um dos que definitivamente não tenho hahaha – mas o que mais me chamou a atenção na convivência com ela foi a positividade que ela sempre teve e a fé nas coisas. Aprendi que apesar de qualquer problema que você passe pela vida, nada tem o direito de te fazer perder a sua alegria interna. É só levantar a cabeça e seguir adiante.

Maria Isabel #NãoDesista

Bisavó materna – sim ela ainda está viva com seus 96 anos, guerreira e ousada. Essa mulher é incrível e nunca teve papa na língua. Empreendedora, teve vários negócios diferentes de forma autônoma e foi dona de um dos raros cinemas da época (por volta da década de 70). A maior lição que aprendi dela foi a de lutar até não ter forças. Nunca se conforme com as coisas e dê o seu melhor.

Essa é minha singela homenagem ao Dia Internacional da Mulher. Valorize as mulheres que estão à sua volta e, principalmente, reconheça o impacto delas na sua vida. Se não fosse por uma mulher te carregando 9 meses na barriga, você não estaria aqui lendo esse texto. 😉

Parabéns mulheres! #GirlPower

Imagem: Jorge Wanderley

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: