Brasil: um país de jovens

Ontem estava conferindo as notícias da Folha de São Paulo, quando vi um infográfico muito interessante falando sobre os resultados do Censo 2010. Uma das coisas que me chamou a atenção foi a forma como foi apresentado essas informações aos internautas, no qual antes conferir o resultado da pesquisa, você é convidado pelo sistema a preencher algumas informações para poder comparar os seus dados com a média brasileira. Muito interessante, não?

Depois de preencher minhas informações, foi gerado o infográfico comparativo (que vocês podem conferir abaixo) e fiquei impressionado com o resultado do fator idade. Somos 42,5% de jovens-adultos (15 a 39 anos) no Brasil, quase a metade da população.

Minha comparação

Com isso, percebe-se que a Geração Y está cada vez mais presente no mercado de trabalho. E não tem como negarmos que isso está provocando algumas mudanças na cultura de diversas organizações, sem contar no crescente número de startups que estão surgindo no país. São pessoas com novas perspectivas e com novos valores.

Mas, quem ainda não conseguiu compreender a nossa forma de trabalhar, aqui vão algumas dicas: somos jovens que buscam alinhar o prazer com o trabalho, dificilmente estaremos fazendo algo que não gostamos; gostamos de ser ouvidos e de contribuir para o crescimento da equipe; sabemos que possuímos aspirações ambiciosas, como o desejo de atingir altos cargos em pouquíssimo tempo, mas sabemos que não é impossível e nos esforçamos para que isso aconteça; temos uma visão mais sonhadora, o que ajuda a superar nossos limites; estamos altamente conectados em tempo integral com tudo ao nosso redor, não só localmente, mas mundialmente através das redes sociais; e com um clique podemos fazer grandes coisas e causar vários impactos na sociedade; enfim, somos diferentes e trabalhamos de forma diferente.

Convido você a fazer o seu infográfico comparativo e ver o quanto você está parecido com a média brasileira, e, para finalizar, deixo com vocês a frase do Monteiro Lobato que resume bem a nossa geração, a geração de sonhadores e transformadores, que tenta aprender com os erros sem deixar de ser quem é.

“Nada de imitar seja lá quem for (…). Temos de ser nós mesmos (…). Ser núcleo de cometa, não cauda. Puxar fila, não seguir.”

———-

Para não perder nenhum post, assine nossa newsletter (barra da lateral, logo abaixo da Frase da Semana) e receba uma mensagem no seu email quando houver postagem no Administradores Y.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s