E você? O que vai fazer?

Recentemente entrei em um grupo no Facebook que contém discussões sobre temas atuais entre integrantes da geração y. Na semana passada foi discutido um artigo que saiu no site do Estadão, intitulado por: Expulsos pela fome, somalis lotam campo de refugiados. O questionamento levantado no tópico do grupo foi o seguinte: “O que nós podemos fazer em relação a isso?”. E é sobre esse ponto que quero falar hoje.

Quantos de nós, que estamos tendo a oportunidade de fazer um curso superior, com acesso a um conhecimento que a maioria da população mundial não tem, estamos fazendo algo em benefício da sociedade, e não visando apenas o benefício pessoal?

Vivemos falando em objetivos pessoais, planejamento do nosso futuro e desejos que almejamos para nossas vidas. No entanto esquecemos o sentido principal da vida que é viver. E quando digo viver, não é apenas respirar ou ter o coração ainda batendo, mas vivendo uma vida digna atendendo às necessidades básicas de um ser humano.

Na notícia do Estadão somos informados que a cada dia milhares de pessoas chegam ao Campo de Dadaab em condições precárias, com a singela esperança de encontrar algo melhor. Porém, ao longo do texto vamos percebendo o quão ilusória é essa esperança. Um local com capacidade inicial para 30 mil pessoas, possuir 440 mil é algo de deixar qualquer um de queixo caído. Isso mostra o quanto essas pessoas estão desesperadas pela mudança em suas vidas.

Mas voltando à pergunta do início do texto. E quanto à nós? Qual a nossa posição com relação à isso? Vamos fechar a aba da notícia no nosso navegador e ver uns vídeos engraçados no YouTube? Ou seja, seguir com as nossas vidas? Reflita na frase dita pelo memorável Charles Chaplin, no filme “O grande ditador” (1940):

“Vocês, as pessoas, têm o poder. O poder de criar máquinas, o poder de criar felicidade. Vocês, as pessoas, têm o poder de fazer essa vida linda e livre, de fazer dessa vida uma aventura maravilhosa.”

Espero que com esse texto você possa perceber que a vida vai muito além de atingir seus desejos pessoais. Espero que o espírito de solidariedade, que quase todos os Ys afirmam ter dentro de si, aflore dentro de você. Comece por você, com os seus amigos, com o seu bairro, com a sua cidade, e não imponha limites a si mesmo. Vamos fazer a diferença! A diferença que há muito tempo dizemos querer fazer, mas, que por algum motivo, nunca fazemos.

Confira a seguir o discurso completo de Charles Chaplin no filme, e seja influenciado a mudar o cenário atual do mundo.

Abraço e até mais!

Se você gostou desse post clique em Like, logo aqui em baixo, deixe seu comentário e compartilhe nas suas redes sociais. E para não perder nenhum post, assine nossa newsletter (barra da lateral, logo abaixo da Frase da Semana) e receba uma mensagem no seu email quando houver postagens novas no Administradores Y.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: