Quem mexeu no meu queijo? – Parte I

Mudança! Essa é a palavra que atormenta muitas pessoas. E confesso que eu também já fui atormentado. A insegurança do novo e a possibilidade de algo dar errado nos leva muitas vezes a tentarmos impedir o seu acontecimento. Porém, percebemos que na maioria delas o esforço é em vão, confirmando a afirmativa de George Bernard, o qual diz que a mudança é algo inevitável.

Precisamos aprender a lidar com esse fator, pois:

“Ninguém pode ser escravo de sua identidade: quando surge uma possibilidade de mudança é preciso mudar.” Elliot Gould

Os grandes líderes como Steve Jobs, Dalai Lama, Mark Zuckerberg e Martin Luther King são exemplos disso. Não tiveram medo e muito menos hesitaram em seguir em frente diante de uma mudança.

Spencer Johnson, autor do livro “Quem mexeu no meu queijo?”, um dos maiores best-sellers do mundo, fala sobre a insegurança e a necessidade de sair da sua zona de conforto e enfrentar a mudança.

Com personagens que representam as partes simples e complexas de nós mesmos, conforme afirma o próprio autor, o livro conta a história de dois ratos (Sniff e Scurry) e dois homenzinhos (Hem e Haw) que buscam Queijo dentro de um labirinto. Pode parecer estranho, e até cômico, mas as lições que Johnson apresenta são valiosíssimas. A seguir vocês conferem a primeira parte do que pude absorver nessa fascinante leitura. Não deixem também de conferir o livro. Vale à pena.

  • Ter Queijo deixa a gente feliz.

Quando temos o Queijo nos sentimos orgulhosos, ficamos mais tranquilos e nada nos deixa pra baixo. A sensação que temos é de estar bem-sucedido e em segurança. Achamos que não precisamos mais procurar outro Queijo, afinal temos o que desejamos.

  • Quanto mais importante seu Queijo é para você, menos você quer abrir mão dele.

Muitas vezes ficamos inseguros de trocar o certo (Queijo Velho) pelo incerto (Queijo novo), o que nos faz permanecer na mesmice. E quanto maior for a importância dada ao Queijo velho, menor será a chance de mudarmos para o queijo novo.

  • Se você não mudar pode ser extinto.

Algumas coisas mudam e nunca mais voltam a ser as mesmas coisas. Por isso, precisamos aprender a mudar junto e seguir em frente.

  • O que você faria se não tivesse medo?

Essa pergunta é crucial. O medo não é, necessariamente, uma coisa ruim, pois nos ajuda a tomar medidas preventivas quando as coisas tendem a piorar. Mas o medo que nos impede de fazer qualquer outra coisa é prejudicial. Esse sim deve ser combatido.

  • Cheire o Queijo com frequência para saber quando ele está ficando velho.

Devemos estar alertas e preparados para a mudança. Quando o seu Queijo estiver fedendo, significa que está na hora de partir pra outro. Isso é essencial na vida. Só assim podemos aproveitar melhor as mudanças.

  • O movimento numa nova direção ajuda você a achar Queijo Novo.

Todos sabemos que as coisas só acontecem se nos esforçarmos e fizermos a nossa parte. Por isso que a movimentação é importante. Sem ela não iremos a lugar nenhum e não acharemos nunca um Queijo Novo. É como diz o ditado: “Nada vai cair do céu pra você!”.

  • Quando você vence o seu medo, você se sente bem.

Nada como vencer o medo. É uma enorme vitória ir além do que você imaginava ser capaz. Quando você vence seu medo e sua insegurança, você se sente mais revigorado a seguir adiante e deseja ir cada vez mais além. Por isso, supere suas expectativas pessoais e perceba a sensação maravilhosa que isso te traz.

Por hoje é isso. Semana que vem coloco a segunda parte deste texto. Espero que estejam curtindo. Essas dicas são bem interessantes e ajudam muito.

Para não perder a próxima parte deste post, assine nossa newsletter (barra da lateral, logo abaixo da Frase da Semana) e receba uma mensagem no seu email quando houver postagem no Administradores Y.

 

Quem mexeu no meu queijo? – Parte II

Anúncios

Um comentário sobre “Quem mexeu no meu queijo? – Parte I

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s